- Books

Breviário das almas

Brevi rio das almas Uma s rie de contos passados no Alentejo que se unem no final Hist orias de amor e de morte dum modo geral muito curtas Este livro foi Pr mio Manuel da Fonseca

  • Title: Breviário das almas
  • Author: Joaquim Mestre Susa Monteiro
  • ISBN: 9789895554300
  • Page: 102
  • Format: None
  • Uma s rie de contos passados no Alentejo que se unem no final Hist orias de amor e de morte, dum modo geral muito curtas.Este livro foi Pr mio Manuel da Fonseca 2008.

    • ↠ Breviário das almas || ☆ PDF Download by ↠ Joaquim Mestre Susa Monteiro
      102 Joaquim Mestre Susa Monteiro
    • thumbnail Title: ↠ Breviário das almas || ☆ PDF Download by ↠ Joaquim Mestre Susa Monteiro
      Posted by:Joaquim Mestre Susa Monteiro
      Published :2019-01-22T12:41:48+00:00

    1 thought on “Breviário das almas

    1. Vencedor do Prémio Manuel da Fonseca 2008, Breviário das Almas (publicado pela Oficina do Livro) foi o segundo livro que conheci da autoria de Joaquim Mestre.Breviário das Almas constitui um conjunto de contos que se perdem e se encontram uns nos outros. Com prefácio de João Aguiar, estes contos que transbordam tradição e segredos de outros tempos contam-nos a morte, a loucura e o destino num tempo antigo mas sempre intemporal.As ilustrações do livro são da autoria de Susa Monteiro.Joa [...]

    2. Eis um livro e um autor de que tenho uma certa vergonha de confessar que desconhecia até agora, pela sua grande qualidade. Este livro, que foi Prémio Manuel da Fonseca em 2008, é um excelente livro de contos sobre o amor e a morte. São contos muito curtos, escritos numa linguagem simples mas que nos cativa profundamente, com a sua graça aqui e ali. O ambiente é o Baixo Alentejo, a solidão do mundo rural, enfim as pessoas que não conseguem escapar ao seu destino (nesse sentido parece que [...]

    3. Um pequeno livro de contos que consegue transparecer o que de mais profundo existe na vivência rural do Alentejo de outros tempos. O autor consegue ir ao fundo de muitas histórias, reuni-las em volta de um círculo e conferir-lhe realismo.Foi pena a tendência repetitiva.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *