- Books

Durch den Schnee: Erzählungen aus Kolyma 1

Durch den Schnee Erz hlungen aus Kolyma Schalamows Erz hlungen geh ren zu den herausragendsten Leistungen der russischen Literatur des Jahrhunderts Der Autor geht darin einer Schl sselfrage unserer Gegenwart nach Wie k nnenMenschen die

  • Title: Durch den Schnee: Erzählungen aus Kolyma 1
  • Author: Varlam Shalamov Gabriele Leupold Franziska Thun-Hohenstein
  • ISBN: 9783882216004
  • Page: 346
  • Format: Hardcover
  • Schalamows Erz hlungen geh ren zu den herausragendsten Leistungen der russischen Literatur des 20 Jahrhunderts Der Autor geht darin einer Schl sselfrage unserer Gegenwart nach Wie k nnenMenschen, die ber Jahrhunderte in der Tradition des Humanismus erzogen wurden, Auschwitz, Kolyma hervorbringen

    • [PDF] ✓ Free Read ´ Durch den Schnee: Erzählungen aus Kolyma 1 : by Varlam Shalamov Gabriele Leupold Franziska Thun-Hohenstein ✓
      346 Varlam Shalamov Gabriele Leupold Franziska Thun-Hohenstein
    • thumbnail Title: [PDF] ✓ Free Read ´ Durch den Schnee: Erzählungen aus Kolyma 1 : by Varlam Shalamov Gabriele Leupold Franziska Thun-Hohenstein ✓
      Posted by:Varlam Shalamov Gabriele Leupold Franziska Thun-Hohenstein
      Published :2018-09-26T21:14:46+00:00

    1 thought on “Durch den Schnee: Erzählungen aus Kolyma 1

    1. Assim que você termina de ler, aparece em você o seguinte pensamento: " É a mais pura verdade, apesar de lermos e conhecermos o sofrimento alheio, não aprendemos nada com ele. Jamais aprenderemos. Caminhamos a cada dia que passa para o espraiamento disso, daquele núcleo de sofrimento de um lado e desinteresse do outro, como o sintoma da doença se espalha pelo corpo do ser, a célula doente se multiplica dia após dia". O autor viajou por caminhos até então fechados ao nosso conhecimento, [...]

    2. Warlam Schalamow verbrachte insgesamt 17 Jahre in den Lagern der Kolyma-Region. Die Gegend um den Kolyma-Fluss im Nordosten Russlands ist einer der unwirtlichsten Orte auf unserem Planeten. Nachdem man die Erzählungen gelesen hat, kann man sich kaum vorstellen wie ein Mensch diese Hölle auf Erden überhaupt überleben kann. Anders als Alexander Solschenizyn in Der Archipel GULAG, der einen umfassenderen dokumentarischen Ansatz hat, beschränkt sich Schalamow auf den Blick des Lagerhäftlings i [...]

    3. Qual é o poder de um livro? Na introdução deste "Contos de Kolimá", o próprio Chalámov diz:"Por que escrevo contos?Eu não acredito na literatura. Não acredito em sua capacidade de corrigir o homem.A experiência da literatura humanista russa resultou, diante dos meus olhos, nas sangrentas execuções do século XX.Eu não acredito na possibilidade de evitar um fato, de anular a sua repetição. A história se repete. E qualquer fuzilamento de 1937 pode ser repetido.Por que então escrevo [...]

    4. Livro maravilhoso. Um relato, ou coletânea de contos, sobre a vida nos campos de concentração (gulags) do extremo leste da antiga União Soviética. Chalámov esteve ele próprio preso por 20 anos. Interessante, que existe um filme - The way back - que trata da fuga de um gulag nos anos 40. A vida no campo de concentração - que deve tomar uns 40 minutos do filme, se inspirou em alguns contos do livro. A história da camisa, do contador de histórias para os criminosos e o truque para se afa [...]

    5. “Entendíamos que a vida consistia numa sucessão de alegrias e amarguras, sucessos e fracassos, e que não é preciso ter medo de que os fracassos superem os sucessos.”Varlam Chalámov foi prisioneiro político na época de Stalin e passou 20 anos cumprindo pena de trabalhos forçados na prisão Siberiana em Kolimá, como ele próprio narra várias vezes, é uma região inóspita, que chega até -60 graus (ou seja, o cuspe sai da boca já congelado no ar) onde o ser humano deixa de ser huma [...]

    6. Um relato muito sincero da degradante condição de vida nos campos de trabalho forçado do Extremo Leste Siberiano.O autor enfatiza que a preocupação com a sobrevivência não é a longo prazo, luta-se para chegar vivo ao final do dia. Essa luta é puramente material, física porque as esperanças foram dizimadas pela severidade do clima. A taiga e o clima polar são os verdadeiros personagens desse livro.Um livro cruel. Afinal, simular a morte de um companheiro de cela por dois dias para div [...]

    7. Ao mesmo tempo um testemunho imprescindível e grande literatura (a maestria narrativa o leitor só vai pegando aos poucos, conforme os contos viram uma polifonia de vozes, com ecos, repetições e divergências). Dor sobre dor e uma inesperada beleza. Leitura indispensável para quem se interessa em história do século XX, história soviética ou simplesmente aprecia literatura de primeira.

    8. Varlam Shalámov pasó 18 años detenido en los campos de trabajo de Siberia. Las condiciones climáticas, con temperaturas de hasta 50 grados bajo cero, las jornadas laborales de 16 horas, el hambre, las enfermedades y los maltratos del Régimen soviético de mediados del siglo XX, eran una condena segura al aniquilamiento. Las narraciones de Varlam describen la paulatina transformación que ocurre en el espíritu humano cuando todo lo que importa en la vida es sobrevivir, la fuerte determinaci [...]

    9. Com és una persona en condicions de vida extremes? Les memòries de Shalàmov a Sibèria. Sense palla, sense massa adjectius descriu la fam, la presó, els paisatges i la misèria humana que fa possible un règim totalitari. Un dels millors llibres que he llegit enguany.

    10. Frio, fome, humilhações, surras, trabalho extenuante, mortes e a desumanização nos campos de trabalhos forçados da ex- URSS da era Stálin. Vinte anos no inferno gelado. Livro duro e cruel como a foi a vida do autor nos campos.

    11. In den kurzen Erzählungen schildert Schalamow den Alltag des Gulags. Die Sprache hat eine sagenhafte Intensität. Beeindruckend.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *